Alguns dos meus ‘inspired by’

inspired by Lisboa 0 copyright Sancha Trindade

Basta-me ir deambulando pela cidade para ser estimulada com postais com que vou recolhendo e guardando como as melhores memórias urbanas. O chão surpreende-me muitas vezes por isso nomeio o asfalto como um dos principais reféns da minha Leica.

O meu grande amor às plataformas do metro. A intensidade das partidas e da entrada numa carruagem que pode mudar uma vida. Também as palavras, nas capas dos livros dos outros viajantes da cidade, ou mesmo das paredes dos acessos que nos confirmam a elevação dos escritores.

Metroinspired by Lisboa 7 copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa copyright Sancha TrindadeSancha Trindade Metro Lisboa

Também o passeio pelos bairros históricos, e as mensagens que vou captando como esta fotografia que recolhi em Alfama e que guardo como uma miúda guarda um tesouro.

inspired by Lisboa 1 copyright Sancha Trindade

Bem perto, no Miradouro de Santo Estevão tenho elevadas memórias. As paredes mudam conforme o vento, mas os viajantes que por lá passam redem-se a Lisboa. Não há vez nenhuma em que não passe neste Miradouro que não traga uma boa história, como esta do meu amigo francês Yannick que conheci pelas ruas da cidade. Grande amante de Lisboa, e a viver temporariamente em Washington, tem nos seus objectivos comprar casa em Lisboa, depois de acabar o seu pós-doutoramento. Culturas que se fundem, numa cidade apaixonante onde muitos querem ficar.

inspired by Lisboa 2A copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa 2B copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa 2C copyright Sancha Trindade

Os magníficos jardins da Gulbenkian, hoje e sempre, uma bolha de oxigénio mental na cidade, onde gosto de me perder debaixo das sombras das árvores a ler um livro e a observar os desenhos do céu.

inspired by Lisboa 3B copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa 3D copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa 3C copyright Sancha Trindadeinspired by Lisboa 3A copyright Sancha Trindade

As luzes da noite, e as palavras que vão tropeçando em mim das formas mais invulgares. São lugares sem morada, porque em vez de um número de rua ou local da cidade, o que elevo é o pedaço de papel que nos inspira quando menos esperamos.

inspired by Lisboa 6 copyright Sancha Trindade

Os mercados alfarrabistas da cidade. Muitas vezes sem nome, mas com um resgaste em forma de eco ao virar da esquina de muitos bairros da capital.

inspired by Lisboa 8 copyright Sancha Trindade

Já no Porto nada mais me inspira do que o comboio. A importância do caminho, da partida, da consistente sinfonia da viagem e do momento em que me perco, sempre que mergulho num livro. Na chegada, o tropeçar em histórias como esta, que um dia registei num dos mercados da cidades. A importância das pessoas e das suas histórias e os idosos, enquanto património humano da cidade, os grandes deuses da passagem de testemunho das melhores sabedorias de vida.

inspired by Porto 3 copyright Sancha Trindadeinspired by Porto 4 copyright Sancha Trindade

Estes são alguns dos meus locais favoritos, onde vou colhendo alimento para a minha inspiração. Mas como já disse nos post’s anteriores, a construção deste mapa inspirador das nossas cidades de Lisboa e Porto é também um projecto vosso. Por isso vos pergunto, o que mais vos inspira em Lisboa e Porto, momentos e locais improváveis, longe das salas de museus, galerias, livrarias, e bibliotecas? A todos os que me quiserem ajudar a delinear um mapa original, construído também pelas vossas ideias invulgares, agradeço envio dessas grandes descobertas para sancha@acidadenapontadosdedos.com.

A ver como vai ficar o resultado. Estou muito curiosa.