A 29 de Outubro de 2007 divulguei por estas linhas o lançamento do site do Fabrico Próprio, um projecto dedicado à Pastelaria Portuguesa e à sua relação com o design. Mais uma vez e para continuação do bem dos nossos pecados, dia 12 de Abril foi lançado o tão desejado livro “Fabrico Próprio – O Design da Pastelaria Semi- Industrial portuguesa”. Da autoria dos designers portugueses Rita João, Pedro Ferreira e Frederico Duarte, os bolos portugueses foram inventariados como objectos de design de pleno direito.

O livro de 292 páginas é bilingue (português e inglês) e regista a nível fotográfico e enciclopédico um total de 92 bolos e variantes dos mesmos, com respectiva identificação, ingredientes, características especiais e dados históricos. A acrescentar a esta enciclopédia de bolas de Berlim, pastéis de nata, parras, mil folhas, bolos de arroz, travesseiros, queques e a famosas pirâmides que inspiraram o início deste projecto, o livro é polvilhado por 23 visões de profissionais portugueses e estrangeiros.

Financiado pela Direcção Geral das Artes do Ministério da Cultura, com o Turismo de Portugal como patrocinador institucional, a ARESP e o CFPSA como parceiros estratégicos, o livro tem a Delta Cafés como patrocinador privado.
Sendo o primeiro inventário alguma vez realizado sobre a nossa pastelaria, única no mundo e sempre tão cúmplice dos hábitos portugueses, a iniciativa tem um valor precioso para a nossa cultura. Inspirada ou não pelos poemas de Cesariny, e porque o feito enaltece com certeza a marca Portugal, resta-me apenas partilhar com muita canela o meu Obrigada.coluna de opinião publicado a 21 de Abril de 2008 no jornal Meia Hora